Elis Regina

MODA DE SANGUE

Quando te prendo na cadeia dos abraços
E te torturo e te sufoco entre meus braços
E te fuzilo com os olhos do desejo
Te mordendo no gosto do meu beijo

Quando te arranho te lanho de delícia
Vertendo sangue do teu corpo de malícia
Quando te xingo com palavras obscenas
Como jurasse as juras mais serenas

Quando me vingo dos males que me fazes
Com frases de maldade e veneno
Sinto meu amor que o amor é isso
Dessas coisas muito fora de juízo



Adicione seu banner aqui, em troca pedimos que coloque nosso banner no seu site.
Contato