Capítulo 2: O Linux como sistema operacional

Por causa da abertura do código fonte aos quatro cantos do mundo, não existe uma, mas muitas versões do Linux no mercado. Todas tem características especiais que as diferenciam entre si. Na verdade, não existe "o Linux", existem "os Linux". Mas, apesar de singulares, todas essas versões são compatíveis, por que utilizam o mesmo kernel. A palavra kernel significa núcleo ou cerne, e essas duas palavras expressam muito bem o que ele é: a parte central do sistema operacional, capaz de manter as aplicações, dispositivos e conexões funcionando e comunicando-se entre si. Essa parte delicada do sistema operacional só é atualizada por um membro restrito de experts em Linux, dentre os quais está o próprio Linus Torvalds. Essa parte do sistema é tão importante que as novas versões do kernel só podem ser distribuídas depois que passam pelo aval de Linus. O desenvolvimento do kernel do Linux costuma ocorrer em duas séries separadas: uma delas é a de produção, ou estável, cujo segundo número é sempre par: 2.0.x, 2.2.x, 2.4.x, etc. A outra série é a de desenvolvimento, que não é garantida para ser utilizada em sistemas em produção, e tem o segundo número sempre ímpar: 2.1.x, 2.3.x, etc. Quando a série de desenvolvimento atinge a maturidade, ela muda de numeração e se transforma na nova série de produção, e uma nova série de desenvolvimento tem início. O número da versão do kernel não tem nada a ver com o número da versão das distribuições de Linux. Assim, o Conectiva Linux 6.0 usa o kernel 2.2.5, o Red Hat Linux 6.0 usa o kernel 2.2.12 e o SuSE Linux 6.2 usa o kernel 2.2.10.
As principais versões disponíveis mundo afora são: Slackware Linux, Debian Linux, Open Linux, LinuxWare, RedHat Linux, e o Conectiva Linux(em português).

Então LINUX = UNIX ?
Limpo, claro e definitivo:
O Linux "NÃO" é Unix
O Linux é "UM" Unix

Você deve estar pensando: "Que loucura...", mas calma, não é bem assim :)
O Unix é uma marca registrada do Unix Lab. (parece que andou até mudando de nome e até fechado, mas ninguém sabe ao certo !!!). Então todos os sistemas baseados naqueles códigos são chamados de uma forma geral de Unix.
O Linux de Linus Torvalds, não contem nenhuma linha de código do Unix. Mas o Linux foi escrito para ser de acordo com o padrão API POSIX, o mesmo do Unix (uma espécie de ISO ou ABNT). Por isso se diz que o Linux é um Unix.
Por causa da API POSIX, do conjunto de utilitários e do uso do X-Window, o Linux é tão parecido com o Unix que existem empresas que usam o Linux para desenvolver para Unix que não seja o dela mesma (por exemplo, a IBM). Veja que a Microsoft está tentando transformar o NiceTry em um Unix .Ela espera que algum dia no futuro seja um Unix melhor que os outros, algos assim tipo o Linux. E para isto está aproximando-o do padrão API POSIX.

O Linux possui todas as características que você pode esperar de um Unix moderno, incluindo:
- Multitarefa Real;
- Memória Virtual;
- Biblioteca compartilhada;
- "Demand loading";
- Gerenciamento próprio de memória;
- Executáveis "copy-on-write" compartilhados;
- Rede TCP/IP (incluindo SLIP/PPP/ISDN);
- X Window; etc.

Posso até fazer uma bela analogia com o Windows: Sabe aquela mina linda que passa por você todas manhãs junto com uma outra que você nem presta atenção ? Depois de conhecer as duas você acaba se apaixonando pela outra por ela ser confiável(fiel), robusta(saudável :)) e inteligente, enquanto a bonita é flácida, burra, e muda de opinião a cada cinco minutos, sem contar que ela tem um tique esquisito, que os médicos dizem que é uma tal de sindrome de GPF).

FAQ PEQUENO

a - Como se pronuncia LINUX ?
Por incrível que pareça, não é "lainucs". Linux se pronuncia "linucs" exatamente como se lê. O usuário Linux chama-se "linuxer".

b - Como obter suporte ?
Existem várias maneiras. Você pode entrar numa lista de discussão, participar de algum fórum relacionado ao Linux, ou até mesmo num chat. A maioria é na Web mesmo... Até o final da edição desta apostila não havia nenhuma empresa brasileira que vendesse suporte a Linux.

c - Como usuário do Linux, tenho algum direito sobre ele ?
Claro...leia abaixo:
* TODOS TEM O DIREITO DE PERGUNTAR QUALQUER COISA - E o dever de antes disso ter pesquisado sobre o assunto e não ter obtido uma resposta. E pergunte no lugar certo. Não pergunte uma coisa básica numa sessão avançada, nem pergunte sobre software numa sessão de hardware.
* TODOS TEM O DEVER DE AJUDAR O PRÓXIMO - Bom...se chegamos até aqui é por que ensinaram a gente. Faça o mesmo! Assim o clã dos linuxers cresce e seu nome também. Se todos gostarem do Linux, vamos ter todos os programas convertidos para o Linux, por exemplo.
* TODOS TEM O DIREITO DE COPIAR - Podemos copiar tudo, respeitando os nomes dos autores e as licenças dos programas. Procure em algum faq sobre a licença do Linux (se acha que eu ia dar de lambuja ?!?! Vá se acostumando....)

d - Como devo me vestir? O que devo comer? O que devo comprar?
Faça tudo aquilo que você quiser. O Linux é isso, liberdade!! Não existe um tipo específico de gente que usa Linux. É só usar e pronto! Você quer liberdade maior do que não comprar um programa, alterá-lo de tudo quanto é jeito, emprestar o CD pra todo mundo, não ser preso e descobrir que este é o melhor programa que você conhece? Venha para onde está o sabor...



Adicione seu banner aqui, em troca pedimos que coloque nosso banner no seu site.
Contato