Capítulo 5: Entrando e saindo so sistema

Chegamos ao momento em que todos queriam: ver a cara do Linux. Antes o veremos no modo texto, e mais a frente veremos a interface gráfica.
Ligue a máquina e aguarde a inicialização do sistema.
A primeira vez que você acessar o sistema Conectiva Linux, o acesso deverá ser realizado com o superusuário root. Este é o nome da conta que tem acesso completo a todos os componentes do sistema. Normalmente, a conta de superusuário é somente utilizada na execução de tarefas de administração do sistema, como a criação de novas contas, desligar o sistema, etc. Isso se deve ao fato de que o acesso irrestrito do superusuário quando mal utilizado poderá provocar grandes estragos ao sistema. Então seja cuidadoso ao acessar o sistema como root, e use a conta de superusuário somente quando realmente for necessário. Para o acesso inicial, informe root na linha de comando login: . Pressione [Enter]. Uma linha de comando password: aparecerá. Digite sua senha e pressione [Enter]. Então deverá surgir algo como:

[root@guarani /root] #

Caso o usuário ou a senha estejam mal informadas, tente novamente até que a linha acima apareça.
Agora...meus parabéns....Você conseguiu acessar o sistema com sucesso. Próximo passo: aprendendo a sair do sistema.
Apesar de muitos interpretadores de comandos terem uma instrução logout ou exit, muitos usuários simplesmente teclam [Ctrl]-]D]. Isso deve retornar à linha de acesso ao sistema. Mas não é só isso...
Ainda que isso seja um pouco mais complexo que simplesmente desligar o botão de energia, o encerramento do Linux tem alguns detalhes adicionais. Uma vez que você esteja pronto para desligá-lo, não quer dizer que o sistema esteja apto para tal. Para melhor entender o que queremos dizer, execute o comando:

ps ax

Cada uma das linhas listadas pelo comando ps representa um processo em execução. Cada processo pode estar trabalhando com arquivos, e caso o sistema seja simplesmente desligado, esses processo não terão a chance de fechar todos os arquivos e finalizarem a execução de maneira correta. Logo para poder desligar o sistema corretamente, é necessário avisar aos processos que finalizem normalmente sua execução. Para tanto, pode-se usar o comando shutdown. Este comando pode ser executado somente pelo superusuário e será necessário acessar o sistema como tal ou executar o comando su (ver mais adiante) para tornar-se superusuário root. A sintaxe básica do shutdown é:

shutdown <options> <time>

Nota: o programa shutdown reside no diretório /sbin. Caso sua variável de ambiente PATH não inclua /sbin, será necessário fornecer o seu caminho completo como parte do comando (por exemplo, /sbin/shutdown -h now).
Em muitos casos, pode-se incluir uma das seguintes opções:
-h suspende o sistema quando a finalização estiver completa (halt)
-r reinicializa o sistema quando a finalização estiver completa (reboot)
Caso não seja incluída nenhuma das opções, shutdown reinicializará o sistema em modo monousuário. A menos que esteja claro em porque usar o sistema em modo monousuário, esta opção não deve ser utilizada. Simplesmente informe o comando shutdown(desta vez com -h ou -r) e ele finalizará normalmente. O comando fornece ainda grande flexibilidade em termos de tempo. Caso se deseja que seja executado imediatamente, simplesmente informe a palavra now. Caso se deseje que o sistema seja desligado em cinco minutos a partir de agora, basta informar +5. Em assim sendo, o comando

shutdown -r +15

Significa "desligue o sistema em quinze minutos a partir de agora e reinicialize após o encerramento ter sido completado". Shutdown tem diversas outras opções disponíveis, sendo que descreveremos aqui somente o básico necessário para executar tarefas simples de desligamento. Para aprender mais, execute o comando man shutdown para saber mais características deste comando. Em português !!!



Adicione seu banner aqui, em troca pedimos que coloque nosso banner no seu site.
Contato