Capítulo 7: Contas e senhas

Conforme mencionado anteriormente, não é aconselhável utilizar a conta de superusuário todo o tempo. Inevitavelmente um erro será cometido, e a checagem de acesso que normalmente evita esse tipo de erro, não funcionará, uma vez que ao superusuário é permitido fazer qualquer coisa no sistema. Bem ser você não deve acessar o sistema como superusuário, com que nome deverá acessá-lo? Com o seu nome, obviamente. Para isso, você precisa saber como criar contas no seu Linux.

CONTAS - Assim que ligado, o sistema oferece diversas formas de criar novas contas. Usaremos inicialmente o método mais básico: o comando useradd. Basicamente, tudo que se deve fazer é informar (como superusuário):

[root@guarani /root] # useradd aluno

[root@guarani /root] #

Foi muito simples, não ? Bem, vamos acessar o sistema:

Conectiva Linux Versão 6.0 (Guarani)
Kernel 2.2.5 em um i486
login: aluno
Password:
Login incorrect

login:

No campo de senha do usuário "aluno", simplesmente pressione [Enter]. Bem, essa não é uma senha muito indicada. Vejamos então como especificar uma senha para uma conta nova.

SENHAS - O comando passwd pode ser usado para:
Especificar senhas para contas recém-criadas;
Mudar as senhas de contas já existentes;
Mudar a senha de contas com as quais se esteja acessando o sistema.

As primeiras duas situações são realmente as mesmas; não há realmente uma diferença entre uma conta que já exista e uma que acabou de ser criada. Tudo o que você deve saber é que deve acessar o sistema como superusuário (root), e então especificar o nome da conta cuja senha se deseje alterar. Usando a conta que acabamos de criar, temos o seguinte exemplo:

[root@guarani /root] # passwd aluno
New Unix password:
Retype new UNIX password:
passwd: all authentication tokens update sucessfully
[root@guarani /root] #

Como se pode perceber, a senha não aparece na tela quando informada. Deve-se ainda digitar duas vezes, para garantir que não houve nenhum engano ao informá-la. Vamos acessar o sistema com a conta recém-criada novamente:

Conectiva Linux Versão 6.0 (Guarani)
Kernel 2.2.5 em um i486
login: aluno
Password:

[root@guarani /root] #

Uma vez dentro do sistema, pode-se alterar a senha da conta que está sendo usada utilizando-se o comando passwd sem o nome da conta. Neste caso, ele solicitará a senha atual da conta, seguida do comando de nova senha. Por exemplo, para uma conta chamada aluno, teremos:

[root@guarani aluno] # passwd
Changing password for aluno
(current) UNIX password:
Retype new UNIX password:
passwd: all authentication tokens update sucessfully

[root@guarani /root] #

É moleza!!!

COMANDO SU - Há momentos em que pode ser necessário processar um ou dois comandos como outro usuário. É normal que administradores de sistema tenham esse tipo de demanda - eles (como todos os bons administradores de sistemas) usam a sua conta pessoal e sem privilégios especiais a maior parte do tempo. Mas caso uma senha se usuário necessite ser alterada ou as permissões de um determinado arquivo devam ser ajustadas, isso pode não ser possível com uma conta de usuário simples. Tais tarefas não levam mais que um minuto, e pode ser um tanto aborrecido Ter e sair e entrar no sistema diversas vezes, somente para executar pequenas tarefas como superusuário. Uma abordagem mais simples consiste na utilização do comando su. Com este comando, a sessão atual pode transformar-se na sessão do superusuário ou outro usuário. No seguinte exemplo, o usuário "aluno" decide tornar-se superusuário:

[root@guarani aluno]$ su
Password:
[root@guarani aluno]#

Como é possível perceber através do comando su, o usuário comum obtém os poderes de superusuário, após a informação da senha do root. Mas caso se observe mais atentamente, notará que o indicador de linha que tinha um sinal ($), passa a ter (#). Esta é a forma tradicional de indicar se um ambiente de trabalho está sendo executado como superusuário ou não.

É possível ainda tornar-se outro usuário. Pode-se fazer isso, sem informar a senha (no nosso exemplo a senha do usuário não seria requerida) através do comando su conta_do_usuário, caso se esteja utilizando o superusuário, ou informando a senha do usuário que se deseje alterar. Você achará o comando su muito útil, particularmente se está agindo como deve um administrador do sistema.

Para excluir um usuário usa-se o comando userdel :
Exemplo:

[root@guarani /root]# userdel -r aluno

Lembrando que somente o superusuário poderá faze-lo.



Adicione seu banner aqui, em troca pedimos que coloque nosso banner no seu site.
Contato