Pantanal



Rede Manchete - 21h30

de 27 de Março a 10 de Dezembro 1990

Novela de Benedito Ruy Barbosa
Direção: Jayme Monjardim

Elenco

Cláudio Marzo
Jussara Freire
Elaine Cristina
Marcos Winter
Cristina Oliveira
Marcos Palmeira
Luciene Adami
Angela Leal
Antonio Petrin
Almir Satter
Nathália Thimberg
Ângelo Antonio
Sérgio Reis
Ítala Nandi
Flávia Monteiro
Rômulo Arantes
José de Abreu
Gisela Reimann
João Alberto
Kito Junqueira
Oswaldo Loureiro
Luiz Armando Queiroz
Ivan de Almeida
Walter Santos
Henrique Dias
Andréia Richa
Haroldo Costa
Ewerton de Castro
Marcos Caruso
Tânia Alves
Sérgio Brito
José Brito
José Dumont
Cássia Kiss
Carolina Ferraz
Ingra Liberato
Paulo Gorgulho
Geisa Gama

Sinopse

A saga da família Leôncio, desde os anos 40, quando Joventino (Cláudio Marzo) chega ao Pantanal do Mato Grosso acompanhado de seu filho de 10 anos, o José Leôncio (Paulo Gorgulho / Cláudio Marzo). Este se estabelece na região e torna-se um dos principais criadores de gado, iniciando um clã de peões de boiadeiro. Antes, se envolve com Madeleine (Ingra Liberato / Ítala Nandi), uma carioca mimada, que lhe dá o filho Jove (Marcos Winter). Na atualidade, Jove se apaixona por Juma (Cristiana de Oliveira), uma jovem selvagem e sensual, enquanto seu pai, que foi abandonado por Madeleine, encontra carinho ao lado de Filó (Tânia Alves / Jussara Freire), uma ex-prostituta que José Leôncio protege ao levá-la para sua casa como empregada.

Opinião

Pantanal recebeu a crítica de ser cinema e não televisão. Eu, sinceramente, não estou nem um pouco interessado em saber se aquilo era televisão ou era cinema, eu sei que é uma obra belíssima. Pantanal rompeu, de certa forma, com vários padrões de telenovela, era uma telenovela onde o diálogo era, as vezes, secundário, deixando a beleza da cena tomar conta, o som original: a boiada, o som dos pássaros, o barulho da água do rio...

Essa questão do diálogo é interessante pois se a novela tem muitos diálogos o telespectador pode sair da sala e continuar acompanhando a novela e identificando as vozes dos atores, enquanto que em Pantanal, o telespectador não conseguia tirar os olhos da TV, enfim essa novela era de uma beleza plástica incrível que depois foi copiada por inúmeras novelas.

Uma novela da Manchete que incomodou bastante a Globo. O único senão da novela é a trama urbana que não convence, tanto é que ela foi sendo deixada de lado.

por Flávio Porto e Silva

Fotos


Paulo Gorgulho e Ingra Liberato


Adicione seu banner aqui, em troca pedimos que coloque nosso banner no seu site.
Contato