Cazuza

BRASIL

Não me convidaram

Pra essa festa pobre

Que os homem armaram

Pra me convencer

Apagar sem ver

Toda essa droga

Que já vem malhada

Antes de eu nascer

Não me ofereceram

Nem um cigarro

Fiquei na porta

Estacionando os carros

Não me elegeram

Chefe de nada

O meu cartão de crédito

É uma navalha

Brasil

Mostra tua cara

Quero ver quem paga

Pra gente ficar assim

Brasil

Qual é o teu negócio

O nome do teu sócio

Confia em mim

Não me convidaram

Pra essa festa pobre

Que os homens armaram

Pra me convencer

Apagar sem ver

Toda essa droga

Que já vem malhada

Antes de eu nascer


EXAGERADO

Amor da minha vida daqui até a eternidade

Nossos destinos foram tracados na maternidade

Paixão cruel desenfreada, te trago mil rosas roubadas

Pra desculpar minhas mentiras, minhas mancadas

Exagerado, jogado aos teus pés

Eu sou mesmo exagerado

Adoro um amor inventado

Eu nunca mais vou respirar se você não me notar

Eu posso até morrer de fome se você não me amar

Que por você eu largo tudo

Vou mendigar, roubar, matar

Até nas coisas mais banais

Pra mim é tudo ou nunca mais

Exagerado, jogado aos teus pés

Eu sou mesmo exagerado

Adoro um amor inventado

Que por você eu largo tudo

Vou mendigar, roubar, matar

Até nas coisas mais banais

Pra mim é tudo ou nunca mais

Exagerado, jogado aos teus pés

Eu sou mesmo exagerado

Adoro um amor inventado