Pato Fú

ÁGUA

Nóis mora aqui no poeirão (3x)

E existe todo dia uma hora da noite

Em que um trem no meu peito me diz:

A água um dia vai cair

Lá do céu azulzim

E com certeza vai estar

Molhadinha

E aqui vai virar um lamão

E nessa hora eu não quero nem saber

Quem foi que escolheu morar aqui

Tudo o que sei é que não fui eu,

Não fui eu, não, sim sinhô!

Por aqui o melhor e mais completo

Vamo logo ser direto:

Tá em falta, tem mas acabou…

E o meu sonho de consumo

Tem que encomendar primeiro

E esperar um ano inteiro

Ainda rezando pra chegar

Cê pode arranhar o chão, por a cabeça nas mão

Mas volta e meia eu sinto esse trem:

A água um dia…


ANDO MEIO DESLIGADO

Ando meio desligado

Eu nem sinto meus pés no chão

Olho e não vejo nada

Eu só penso se você me quer

Eu não vejo a hora de lhe dizer

Aquilo tudo que eu decorei

E depois o beijo que eu já sonhei

Você vai sentir, mas…

Por favor, não leve a mal

Eu só quero que você me queira

Não leve a mal


ANTES QUE SEJA TARDE

olha, não sou daqui

me diga onde estou

não há tempo não há nada

que me faça ser quem sou

mas sem parar pra pensar

sigo estradas,sigo pistas pra me achar

nunca sei o que se passa

com as manias do lugar

porque sempre parto antes que comece a gostar

de ser igual, qualquer um

me sentir mais uma peça no final

cometendo um erro bobo, decimal

na verdade continuo sob a mesma condição

distraindo a verdade, enganando o coração

pelas minhas trilhas você perde a direção

não há placa nem pessoas informando aonde vão

penso outra vez estou sem meus amigos

e retomo a porta aberta dos perigos

na verdade continuo sob a mesma condição

distraindo a verdade, enganando o coração

na verdade continuo sob a mesma condição

distraindo a verdade, enganando o coração


CANÇÃO PRA VOCÊ VIVER MAIS

nunca pensei um dia chegar

e te ouvir dizer:

não é por mal

mas vou te fazer chorar

hoje vou te fazer chorar

não tenho muito tempo

tenho medo de ser um só

tenho medo de ser só um

alguém pra se lembrar

alguém pra se lembrar

alguém pra se lembrar

faz um tempo eu quis

fazer uma canção

pra você viver mais

deixei que tudo desaparecesse

e perto do fim

não pude mais encontrar

e o amor ainda estava lá

o amor ainda estava lá


DEPOIS

Não foi dessa vez

Mas pode ter certeza

Mal posso esperar

Pra fugir da tristeza

Amanhã talvez

Vai ser um carnaval

Vão falar de mim

Pro bem ou pro mal

Tomo um café e um guaraná pra me animar

Mas ficou tão tarde

Que é melhor deixar pra lá…

Quando penso em nós dois

Deixo tudo pra depois

Quando penso em nós três

Fica pra outra vez

Juntei passos, palavras

Não era bem o momento

Fingi não querer nada

Tem horas que não me aguento…

Prometo, juro, garanto

Vou resolver tudo isso

Assim que tiver coragem

E mais nenhum compromisso


EU

Refrão:

Eu queria tanto encontrar

Uma pessoa como eu

A quem eu possa confessar

Alguma coisa sobre mim

Quando acontece um grande amor

Assim como você e eu

O tempo passa por nós dois

Não lembro o que aconteceu

Refrão

Mas nem por isso vou ficar

A questionar os erros meus

Você precisa procurar

Achar o que você perdeu

Refrão

Refrão 3X. Na segunda vez:

Eu queria tanto encontrar

Uma pessoa como eu

A quem eu possa confessar

Alguma coisa sobre mim


EU SEI

sexo verbal

não faz meu estilo

palavras são erros

e os erros são seus

não quero lembrar

que eu erro também

um dia pretendo

tentar descobrir

por que é mais forte

quem sabe mentir

não quero lembrar

que eu minto também

eu sei

fecha a porta do seu quarto

porque se toca o telefone

pode ser alguém

com quem você quer falar

por horas e horas e horas

a noite acabou talvez

tenhamos que fugir sem você

mas não, não vá agora

quero honras e promessas

lembranças e histórias

somos pássaro novo

longe do ninho

eu sei


MADE IN JAPAN

Ningemwa imamade osoroshimeni attekita

Atsui genbakuo hitoride uketa Nippon

Yokute yasukute kireina shouhinwo

Sekaini utteiru,

Genbaku no adao kaeshiteiru

Honmonono amerikaseino amplio

Akete bikkuri,

Hotondono buhinwa nihonsei

Watashi wa omotta no aa shikataganai

Made In Japan! Doo-doo-doo-doo-doo…

Made In Japan! Doo-doo-doo-doo…

Made In Japan! Doo-doo-doo-doo-doo,

Doo-doo-doo, doo-doo-doo,

Doo-doo-doo-doo-doo-doo-doo-doooooo-doo!

Projekuto-niwa himitsuga-aru

Korewa nasa-ga kaiketsu-suru

Korede watashiwa anshinda,

Nasa-wa itsumo watashitati-no yokoni tsuiteiru

Made In Japan! Doo-doo-doo-doo-doo…

Made In Japan! Doo-doo-doo-doo…

Made In Japan! Doo-doo-doo-doo-doo,

Doo-doo-doo, doo-doo-doo,

Doo-doo-doo-doo-doo-doo-doo-doooooo-doo!

Korede watashiwa anshinda,

Nasa-wa itsumo watashitati-no yokoni tsuiteiru


MORTO

Meu anjo, eu sei

É duro esperar

No chão

Tudo terminar

Pois continuar vivo

Não é mais uma opção

Fácil é virar pó

Difícil é a lição

Quem quer ser o novo campeão?

Quem quer ser o primeiro a entrar?

A fila dos bonitos é aquela de lá!

Quem nunca dançou vai começar a sambar!

Vai começar a sambar!

A fila é aquela de lá!

Pode ser que não

Sobre nada em suas mãos

Mas não vou dizer

Agrados pra você

Incerto é seu futuro

O espertinho fez seguro

E a sujeira que sobrou

O fogo queimou


NUNCA DIGA

querida nunca diga

que eu tenho mal gosto

e saiba que o belo da vida

ainda está pra nascer

querida por favor

olhe bem em meu rosto

e tente enxergar o que os outros

não conseguem ver

fui lhe mostrar

um disco que eu comprei

de um cantor

que eu sempre gostei

mas você

não me deu atenção

e voltarei pra casa

pelo mesmo caminho

escutarei o meu disco sozinho

dentro do meu quarto

na escuridão

querida por favor

olhe bem em meu rosto

e tente enxergar o que os outros

não conseguem ver

e tente enxergar o que os outros

não conseguem ver


PERDENDO DENTES

Pouco adiantou

Acender cigarro

Falar palavrão

Perder a razão

Eu quis ser eu mesmo

Eu quis ser alguém

Mas sou como os outros

Que não são ninguém

Acho que eu fico mesmo diferente

Quando falo tudo o que penso realmente

Mostro a todo mundo que não sei quem sou

E uso as palavras de um perdedor

As brigas que ganhei

Nem um troféu

Como lembrança

Pra casa eu levei

As brigas que perdi

Estas sim

Eu nunca esqueci

Eu nunca esqueci


PINGA

Eu tomo pinga

Eu não sei o que é melhor pra mim

Eu tomo pinga

Mesmo já sabendo o que vai dar no fim

Eu tomo pinga

Será que eu tô gostando de viver assim?

Eu tomo pinga

Será que isso é bom ou ruim?

Aah… Aah….

Se eu fosse o Pelé tomava café

Se eu fosse o Tostão tirava o calção

Se eu fosse o Dario pulava no rio

Se eu fosse o Garrincha não pulava não

Se eu fosse o Pelé tomava café

Se eu fosse o Tostão tirava o calção

Se eu fosse o Dario pulava no rio

Se eu fosse o Garrincha não pulava não

Eu tomo pinga

Eu não sei o que é melhor pra mim

Mesmo já sabendo o que vai dar no fim

Será que eu tô gostando de viver assim?

Será que isso é bom ou ruim?

Aah… Aah….

Se eu fosse o Pele…

Se eu fosse o Tostão…

Seu eu fosse o Dario…

Eu não pulava não, eu não pulava não


POR PERTO

Num velho disco a vida se desfaz em poucos minutos

Pra onde aquele tempo te levou também vou

Pode ser numa canção

Pode ser no coração

Eu só quero ter você por perto

Se pra tocar o céu e me lembrar do canto de um anjo

Naquele empoeirado LP encontro você

Pode ser numa canção

Pode ser no coração

Eu só quero ter você por perto

Eu só quero ter você

Foi se o tempo em que sozinho maltratei meu coração

Me contou um passarinho: tristeza é sem razão

Pode ser numa canção

Pode ser no coração

Eu só quero ter você por perto

Eu só quero ter você por perto

Pode ser numa canção

Pode ser no coração

Eu só quero ter você por perto

Eu só quero ter você


QUALQUER BOBAGEM

Chegue perto de mim

Não precisa falar

Acenda o meu cigarro

Não queira me agradar

Não decida nem pense

Não negue nem se ofereça

Não queira se guardar

Não queira se mostrar

Queira, queira queira

Escute essa canção

Ou qualquer bobagem

Ouça o coração

Amor / na 2 vez: Que mais? Sei lá…)


SOBRE O TEMPO

Tempo tempo mano velho

Falta um tanto ainda eu sei

Pra você correr macio

Como zune um novo sedã

Tempo tempo mano velho

Vai, vai, vai…

Tempo amigo seja legal

Conto contigo pela madrugada

Só me derrube no final


TEMPESTADE

chegou a tempestade devastando o lugar

e quem viu desesperou-se e começou a chorar

o frio, queimando as plantas, castigando animais

a fome era o que mais assolava

matando bons e maus em uma só tacada

o sol retoma logo a dianteira

mandando avisar que o céu é dele e que tudo vai mudar

tudo vai mudar

e já não existia mais tristeza no ar

assim que o sol nasceu e começou a brilhar

a luz tranquilizou toda a população

a chuva já não nos preocupava

havia novo gás pra crowd da parada

é o sol quem toma conta do planeta

e manda avisar que o seu povo não precisa mais chorar

não precisa mais chorar


VIVO NUM MORRO

vivo, vivo num morro

que quanto mais de longe

mais bonito é de se ver

não há quem resista ao meu morro

dentro da luz azul

que sai da tv

morro que é assim

cheio de não sei o quê

de tantas almas em dor

pra sentir teu cheiro e teu sabor

morrendo pra sobreviver

penando pelas quatro dimensões

pra lá e pra cá, é difícil chegar

pra cá e pra lá, como vou começar

e o tempo passa quando quer passar

e morro sempre no mesmo lugar

morro, vivo num morro

que quanto mais de perto

mais difícil é de se entender